TEXTO DO LIVRO "VOZ DA ALMA"
Poesia e Prosa
de Rosimeire Leal da Motta Piredda

Editora CBJE - Rio de Janeiro - Brasil
Novembro/ 2005

 

Voltar para o Índice

FALÊNCIA
Rosimeire Leal da Motta Piredda

(Consequência de um Administrador mal sucedido que não se preparou para as mudanças no mercado e esqueceu de investir em inovação e criatividade.)

 

Chaminé de fumaça
espalhando prosperidade na atmosfera.
Vinha de um imenso galpão
onde conviviam centenas de pessoas.
Ao findar a tarde, cada um seguia seu caminho.
Parecia uma grande família.
Tinham seus direitos e deveres.
A recompensa pelo trabalho
era o salário pago mensalmente.
Dos esforços em comum
geraram produção em alta e qualidade nota dez.
Aparência próspera, lucros satisfatórios.
Porém, o egoísmo do administrador
pintou de negro as paredes da indústria.
Desfalque: zombou do suor dos seus operários.
Roubaram-lhes os sonhos do futuro.
Fecharam-lhes as portas.
Desempregados.
Silêncio, abandono, ruínas.
Cresceu o matagal.
Sem possibilidades de retorno.
Caiu o último tijolo.
Desmoronou o império capitalista:
O cabeça pôs tudo a perder!

--------------------------------------------------------------------



Poesia -
" Falência"
Texto Do Livro "Voz Da Alma"
Editora CBJE - Rio de Janeiro - Brasil -
Novembro/ 2005
Autora - Rosimeire Leal da Motta Piredda

Poesia - " Falência"
25.ª Antologia de Poetas
Brasileiros Contemporâneos
CBJE Editora - Rio de Janeiro - RJ
Fevereiro – 2006
 
 
\n