ÁGUAS DA EXISTÊNCIA
Rosimeire Leal da Motta Piredda

(Quando nos sentimos sem direção, nos afogamos no vazio existencial.)

Voltar
para o Índice


Texto Do Livro
"
EU POÉTICO"
Poesia e Prosa

Editora CBJE -
Rio de Janeiro
Brasil
Agosto/ 2007

Substância líquida e incolor.
Mares, lagos e rios,
inundam sua consciência.
Perdeu o conhecimento de si mesmo.
Insípida e inodora.
A vida é simultaneamente
transparente, sem gosto e sem cheiro.
Essencial para a existência é a água.
Escorre das árvores... choro:
foram feridas e queimadas!
Lágrimas e suor
lavam a alma do cansaço de existir.
Diluente inigualável para as emoções.
Os sentimentos são dissolvidos pelo descrédito.
Estado de torpor.
Maré alta, ondas selvagens
afogam os pensamentos insensatos.
Enchente alaga a lucidez.
Na lagoa flutuam os pedaços do seu "eu".
Inconsciência.
Trágica é a realidade naufragada no seu coração.

---------------------------------------------------------------


 

Poesia - " Águas Da Existência"
Texto Do Livro "EU Poético"
Editora CBJE - Rio de Janeiro - Brasil -
Agosto/ 2007
Autora - Rosimeire Leal da Motta Piredda