CANTO DE VERÃO
Rosimeire Leal da Motta Piredda


(De repente nos damos conta que pensamos muito em alguém, que nosso coração bate forte quando vê a pessoa e nos sentimos inseguros o que fazer com este sentimento...)

Voltar
para o Índice


Texto Do Livro
"
EU POÉTICO"
Poesia e Prosa

Editora CBJE -
Rio de Janeiro
Brasil
Agosto/ 2007

Canta, transbordando emoções!
Chuvas no final da tarde e inicio da noite,
refrescam a temperatura interior.
É verão na sua existência!
Elevados índices de calor e umidade...
Sua alma cantarola uma alegria inexplicável.
Agitação de sentimentos!
Flores vermelhas, amarelas e laranjas,
compõem o jardim da sua estação afetiva.
Sonhos, mar e coqueiros,
acompanham os passos de um vento exultante.
O coração não se aquieta no peito,
por isto, os dias são longos prolongando a felicidade.
Os sons são frases melódicas,
bailando nos olhos de quem sorri.
O amor lhe pediu a próxima dança:
segurou-lhe nas mãos e brilhou no salão!
O sol quente do meio-dia, revelou:
apaixonou-se perdidamente...

---------------------------------------------------------------


 

Poesia - "Canto De Verão"
Texto Do Livro "EU Poético"
Editora CBJE - Rio de Janeiro - Brasil -
Agosto/ 2007
Autora - Rosimeire Leal da Motta Piredda