TEXTO DO LIVRO "VOZ DA ALMA"
Poesia e Prosa
de Rosimeire Leal da Motta Piredda

Editora CBJE - Rio de Janeiro - Brasil
Novembro/ 2005

 

Voltar para o Índice

O ACIDENTE
Rosimeire Leal da Motta Piredda

(Colisão entre um carro e um caminhão.)

 

Jonas e Luís estavam viajando de madrugada. Enquanto Jonas dirigia, Luís repousava no banco de trás. Depois de ter feito um longo trajeto numa estrada monótona, Jonas dormiu no volante. Então, de repente houve um estrondo e o carro se chocou com um caminhão.

Jonas ouvia pessoas lhe chamarem pelo nome, mas não podia responder-lhes, nem se mover. Lembrou-se do acidente e se perguntava o que havia acontecido com Luís. Ruídos de motor de veículos parando e um murmurinho... gente que dialogava, eram os sons que lhe chegavam aos ouvidos. Alguém disse: "É muito grave!" Jonas desejava abrir os olhos para ver como ele estava, contudo, não tinha forças. Sentiu que o transportavam numa maca e em seguida escutou o arrancar de um carro.

Passadas algumas horas, lhe colocaram uns aparelhos na boca, nos braços, no peito e no nariz. Após um interminável período de silêncio, chegou sua esposa. Ela lhe falava amavelmente e lhe sussurrava: "Não se preocupe, já sairá do estado de coma e voltará para casa! Claro que sim!" Ele sentia suas lágrimas sobre ele e queria chorar também, porém, não conseguia.

Ignorava se era de manhã, de tarde ou se era de noite... Havia perdido a noção do tempo e tudo lhe parecia muito distante. Uma voz de mulher dizia: "Doutor, ele está piorando... está morrendo!" Ninguém sabia que Jonas podia ouvir e o que escutava somente lhe aumentava a angústia e o desespero, por não dispor de energias para fazer algo por si mesmo. Pensou em toda sua vida e não estava seguro se havia vivido o suficiente.

As imagens de seu passado iam e vinham... cenas da sua adolescência se misturavam com as que haviam ocorrido em sua fase adulta. Lembrou-se de Deus e orou: "Senhor, não sou digno de lhe dirigir a palavra, entretanto, lhe suplico que perdoe meus pecados. Eu, nesse momento, sou apenas pensamentos, não sinto meu corpo, compreendo que o que resta de mim é a alma e ela se curva diante de Ti, profundamente arrependida e esperançosa do seu perdão!" Os sons e as vozes estavam ficando cada vez mais longe, porém lutava para não perder este contato com o mundo. Já não ouvia mais nada, no entanto, entendia que o golpeavam no peito.

Teve uma parada cardíaca, seguida de infarto e morreu.

Os médicos olharam um para o outro concordando silenciosamente o que se passava.

Só não viram quando uma luz envolveu o quarto e a alma de Jonas deixou o corpo, tornando-o frio e pálido.

-------------------------------------------------------------------



Conto - "O Acidente"
Texto Do Livro "Voz Da Alma"
Editora CBJE - Rio de Janeiro - Brasil -
Novembro/ 2005
Autora - Rosimeire Leal da Motta Piredda

Conto - "O Acidente""O Acidente"
Concurso "Machado de Assis" - 2.º Lugar - Categoria Contos - Redacional Editora - Londrina - PR - 2006

Conto - "O Acidente"
16.ª Antologia de Contos de
Autores Contemporâneos
CBJE Editora - Rio de Janeiro - RJ
Abril - 2006
 
\n