TEXTO DO LIVRO "VOZ DA ALMA"
Poesia e Prosa
de Rosimeire Leal da Motta Piredda

Editora CBJE - Rio de Janeiro - Brasil
Novembro/ 2005

 

Voltar para o Índice

SOLIDÃO
Rosimeire Leal da Motta Piredda

(Às vezes sentimos um vazio existencial, nos sentimos deprimidos, expressando uma sensação de perda do sentido da vida e a solidão nos consola...)

Caminhando ao léu,
mãos no bolso, olhar disperso.
Pensamentos sem rumo.
O vazio.
Ruídos monótonos.
O vento soprando.
O murmurar do mar ao longe,
sobrevoa-lhe um pássaro em vôo rasante.
O tempo parado.
As horas se arrastam...
minutos se transformam em segundos,
Finalmente chega a tarde e preguiçosamente vem a noite.
Imagens do passado passando em câmara lenta na mente.
Recordações tristes, chuvas de lágrimas.
Nuvens deslizando vagarosamente no céu.
Retorna ao casulo.
Quatro paredes, um quarto, tom bege,
moreno como a amargura.
A porta se abre para o jardim,
O verde das plantas
lhe entrega um ramalhete murcho de esperança.
Um rio perdido escorre pela face...
A solidão é isto!

-------------------------------------------------------------------



Poesia - "Solidão"
Texto Do Livro "Voz Da Alma"
Editora CBJE - Rio de Janeiro - Brasil -
Novembro/ 2005
Autora - Rosimeire Leal da Motta Piredda

Poesia - "Solidão"
Antologia Literária Virtualismo
AVBL - Bauru - SP
Dezembro - 2005
 
 
\n