Poesia - Uma Vela Acesa Na Escuridão
Antologia"Luz"
Diversos Autores
Celeiro de Escritores - São Paulo.
2017

 

Voltar para o Índice

UMA VELA ACESA NA ESCURIDÃO
Rosimeire Leal da Motta Piredda

 

Quando o mundo me magoou,
fechei-me dentro de mim mesma.
Portas e janelas fechadas.
Ausência de luz.
Mas a solidão gemia ecoando tristeza.
Eu e somente eu.
A luz em meu ser acabou,
usei uma vela para iluminar.
Antes escura pela falta de luz,
de repente, a minha vida se revelou tão ansiosa por viver!
Uma vela acesa demora três horas para queimar totalmente.
E depois? Eu não sei.
Permaneci parada vendo o que se podia ver.
Preciso retornar a existência, antes que a vela acabe
e a minha vida também...

------------------------------------------------------------------------


   
 
\n